Controle de Qualidade

Acreditação de Análises Químicas do Solo pelo INMETRO, de acordo com a Norma ABNT BNR ISO/IEC 17025

Desde março de 2012 o Laboratório de Análise Química do Solo (LAQS) é acreditado pela norma NBR ISO 17.025 do INMETRO "Requisitos gerais para competência de laboratórios de ensaio e calibração".

A partir dessa data, o LAQS integra a lista de laboratórios acreditados para realização de análises químicas do solo para fins de classificação e de avaliação da fertilidade do solo.

A acreditação na norma ISO 17.025 garante um rigoroso controle de qualidade em todos os procedimentos analíticos adotados no LAQS.

O controle de qualidade das análises realizadas nos laboratórios do Departamento de Ciência do Solo ocorre em dois níveis: 

NÍVEL INTERNO

Toda amostra, após rigorosa identificação e preparo, é encaminhada para análise dos elementos solicitados, onde são integradas em lotes compostos de 30 amostras, das quais duas amostras, com resultados previamente conhecidos, servem como controle de qualidade.

NÍVEL EXTERNO
Análises de solos (macro e micronutrientes)

Durante o ano, os laboratórios de análises de solos recebem do Instituto Agronômico do Estado de São Paulo, em Campinas, 16 amostras anuais, em lotes de 4, para análises, cujos resultados são enviados àquele Instituto, para avaliação. Se os resultados estiverem dentro dos padrões estabelecidos, o IAC confere uma nota e um selo de qualidade, com validade de 1 ano.  

Análises de fertilizantes minerais

O controle de qualidade das análises dos fertilizantes minerais é feito pela ANDA (colocar o nome inteiro), que, a cada 2 meses, envia aos laboratórios 10 amostras de fertilizantes, para diversas análises.  O selo de qualidade, juntamente com uma nota, é conferido anualmente aos laboratórios cujos resultados das análises estão dentro dos padrões estabelecidos pela ANDA.

Análises de tecidos vegetais

O controle de qualidade das análises de tecidos vegetais é realizado pelo Departamento de Ciência do Solo da ESALQ, desde 1990 em cooperação com a Sociedade Brasileira de Ciência do Solo (SBCS).  Anualmente, 16 amostras de tecidos vegetais, em lotes de 4 amostras, são enviadas aos laboratórios, para análises de controle de qualidade. O selo de qualidade, juntamente com uma nota, é conferido anualmente aos laboratórios cujos resultados das análises estão dentro dos padrões estabelecidos pela ESALQ.

Os laboratórios do Departamento de Ciência do Solo participam deste controle de qualidade desde o ano de 1983, sempre recebendo anualmente o selo de qualidade.